Postagens populares

sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Hoje estou confusa. Aprendi que às vezes aquilo que imaginamos nos fazer felizes também nos leva ao caos. Não me refiro a nada socialmente prejudicial como álcool ou outars drogas. Me refiro a paixão. A paixão me trouxe uma sensação intensa de prazer carnal, liberdade e diversão. Ao mesmo tempo me fez sentir prisioneira de algo não construtivo, redutiva, reduzida, incomodada. Acredito que um amor construído que seja positivo deve vir alicerçado no respeito, na lealdade, na cumplicidade.Paixão definitivamente não é amor. O que me leva a pensar em paixão então ao que corrompe meu peito? A fulgacidade, a insegurança, a insatisfação...

Nenhum comentário:

Postar um comentário