Postagens populares

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

PLENITUDE

A chuva cai... o céu tão cinza, nuvens se espalham na imensidão... Penso a cada dia que passa na beleza da vida, da faília, da natureza, enfim, das obras divinas. Mesinto graça pelnamente e agradeço a cada momento por toda essa felicidade que me invade, em desdém da TPM que assolou meu corpo e minha mente durante o fim de semana. Mas apenas consigo pensar na palavra PLENITUDE, que compõe e configura melhor este momento. Cada movimento, cada silência, cada turbilhão - PLENITUDE. A plenitude da vida, dos porpósitos, do amor. E amo e amo enormemente cada graça e agradeço mais e mais. Não tenho como dizer mais nada, APENAS plenitude.

domingo, 25 de outubro de 2009

Estabelecendo limites

Gramsci afirma que existem dois tipos de maneiras de manter a hegemonia - através da força e através da ideologia. Vamos considerar a manutenção do poder de pater, substancializado nas figuras dos pais e do professor. A alguns anos atrás o poder dos pais e professores sobre as crianças e jovens era mantido a custas de opressão física ou psicológica - surras, ameaças, uso da palmatória, castigos.. Com a instituição da normatização legal dos direitos humanos de crianças e jovens e a difusão desses direitos ( Que bom!) os adultos que cerceiam essas crianças e jovens se encontraram desprovidos de instrumentos de manutenção desse poder. Atualmente encontramos grandes problemas sociais relacionados ao desajuste comportamental dessas crianças e jovens, tanto no âmbito da escola, da família e da comunidade. O estabelecimento de limites tem sido um grande desafio aos professores e pais. O diálogo tem sido apontado como uma alternativa interessante a promoção de atitudes positivas e atualmente tem sido apontadas novas formas de trabalhos com esses sujeitos como a premiação, a manutenção da auto-estima ou a privação de privilégios ( gosto muito dessa alternativa). Não se têm ainda a conclusão da melhor maneira de educar as crianças e os jovens. Uma coisa tenho certeza - essa não é um atarefa apenas dos professores , mas também dos familiares e de toda a sociedade.